CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                VOLTAR

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA, ES
Origem histórica - Assembléia Geral de Fundação - Eventos - Diretorias

MUNICÍPIO DA SERRA - ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - BRASIL - O Município da Serra, localizado na Região Metropolitana da Grande Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, na Região Sudeste do Brasil possui uma tradição cultural. De 1880 a 1903 a Serra teve os seus tempos áureos, com muita riqueza, luxo e cultura e a cidade era conhecida como "Grécia Capixaba" e "Atenas Capixaba", este último título também atribuído a cidade de Cachoeiro de Itapemirim no sul do Estado. Nas Escolas da Serra eram ministradas aulas de Francês e os filhos dos proprietários de terras iam estudar na França e de lá mandavam regularmente, tecidos e perfumes franceses para parentes e amigos.

A Serra já teve a sua casa de espetáculos de 1911 a 1950. A Sociedade Dramática "Francisco Salles", conforme notícia do Jornal “A Serra” de 12/02/1911 e que recebeu tal nome em homenagem a Francisco José dos Santos Salles. Funcionava num prédio que foi demolido pelo Prefeito Rômulo Leão Castello, em 1950, para melhoramento da cidade, pois o prédio atrapalhava o trânsito na antiga Avenida Gonçalves Dias, hoje, Avenida Getúlio Vargas. Era um local de apresentações dramáticas e posteriormente chegou a ser usado como Cinema com exibição de filmes de sucesso. A Serra é também um Município altamente industrializado. Em contraste com a industrialização existe o rico folclore e as belezas naturais como o Mestre Álvaro e 23 km de praias. Entre as manifestações culturais estão as Bandas de Congo que tradicionalmente se apresentam com desenvoltura e beleza na Festa de São Benedito no dia 26 de Dezembro de cada ano.

RESUMO - A ALEAS, Academia de Letras e Artes da Serra, Município da Serra - ES - foi fundada no dia 28 de agosto de 1993, na Sede da Câmara Municipal da Serra, em reunião presidida pelo Escritor, Poeta e Trovador Capixaba, Clério José Borges de Sant Anna, morador de Eurico Salles, Distrito de Carapina, no Município da Serra. Na ocasião é formada a primeira Diretoria da ALEAS, são lidos e aprovados os Estatutos, e procede-se a admissão dos primeiros Acadêmicos fundadores. A sessão foi solene com Clério José Borges sendo eleito primeiro Presidente da ALEAS. Discursaram Clério José Borges, Carlos Dorsch e Naly da Encarnação Miranda, o qual foi aclamado Presidente de Honra da entidade. Na fundação da ALEAS foram registradas as presenças de três Vereadores: Izolina Márcia Lamas da Silva, Pedro Paulo de Souza Nunes e João Luiz Teixeira Corrêa. Trinta e sete pessoas assinaram o Livro de Presenças, conforme registro no Cartório do 1º Ofício, Registro das Pessoas Jurídicas da Serra, com o N.º 3.978, datado de 25 de Agosto de 1995. Livro A-2, N.º 142. No dia 11 de março de 1994, cerca de sete meses depois da fundação, a ALEAS realiza sessão solene de posse de todos os Acadêmicos Fundadores na Serra Sede. Integravam a mesa que presidiu os trabalhos: Gercino Cláudio Soares, Delegado Chefe DPJ da Serra; Deputado Federal João Coser; MM Juiz Paulo Luppi; Prefeito de Ibiraçu, Adélio Ceccato; Ex-prefeito da Serra, Dr. Naly da Encarnação Miranda; Escritor Clério José Borges; Desembargador Antônio Miguel Feu Rosa. A ALEAS possui 40 Acadêmicos. Nos últimos 20 anos presidiram a ALEAS: Clério José Borges de Sant Anna, por duas vezes, (de 1993 a 1995 e 2012 a 2014). Naly da Encarnação Miranda, uma vez (de 1995 a 1996). Marcello Furtado, uma vez, (de 1996 A 1997). Sandra Regina Bezerra Gomes, por seis vezes (de 1997 a 2009) e Paulo Ribeiro Walter de Negreiros, uma vez, (de 2009 a 2012). O atual Presidente é Clério José Borges. Contatos: clerioborges@hotmail.com - Telefone: 27 - 92 57 82 53.

ORIGEM HISTÓRICA - (Detalhes) - Há muitos anos existia na Serra a idéia de criação de uma Academia de Letras. Faltava contudo alguém para tomar a iniciativa do movimento. Clério José Borges, morador de Eurico Salles, como Presidente do Clube dos Trovadores Capixabas elabora em agosto uma carta convocatória encaminhada a intelectuais Serranos e a reunião é marcada para o dia 28 de agosto de 1993, na Câmara Municipal da Serra, presidida pelo próprio Clério. Na ocasião é formada a primeira Diretoria da ALEAS, são lidos e aprovados os Estatutos, e procede-se a admissão dos primeiros Acadêmicos fundadores. Na mesma ocasião definiu-se também a Sigla da entidade como ALEAS, palavra que em Latim significa Sorte. De "Alea jacta est", que significa "a sorte está lançada", frase de Júlio César, às margens do Rubicão. O latim é uma antiga língua indo-europeia do ramo itálico originalmente falada no Lácio, a região do entorno de Roma (Itália).

A idéia de fundação da Academia de Letras e Artes da Serra foi de Clério José Borges de Sant Anna, então Conselheiro Titular da Área de Literatura do Conselho Estadual de Cultura (Estado do Espírito Santo) e Presidente do Clube dos Trovadores Capixabas, CTC, entidade de divulgação da Trova e da Poesia em geral. O nome inicial era, Academia Serrana de Letras e Artes. Na Assembléia de fundação optou-se pelo nome Academia de Letras e Artes da Serra, com a sigla ALEAS. No texto da Carta convocatória consta:

CONVITE - O Clube dos Trovadores Capixabas, CTC, entidade cultural devidamente legalizada, sem fins lucrativos, de divulgação da Trova, dos Trovadores Literários e da POESIA em geral, UTILIDADE PÚBLICA NO MUNICÍPIO DA SERRA, LEI N.º 1563/91, TEM A GRANDE HONRA DE CONVIDAR VOSSA SENHORIA E FAMÍLIA PARA A SOLENIDADE DE FUNDAÇÃO DA ACADEMIA SERRANA DE LETRAS E ARTES, que será realizada no dia 28 (VINTE E OITO) de AGOSTO de 1993, SÁBADO, a partir de 18 (DEZOITO) horas, no plenário da CÂMARA MUNICIPAL DA SERRA, na SEDE DO MUNICÍPIO DA SERRA. SUA PRESENÇA SERÁ MUITO IMPORTANTE. COMPAREÇA. CONVIDE AMIGOS QUE GOSTEM DE LITERATURA. aSSINADO clério josé borges de sant anna, Presidente do CTC - Clube dos Trovadores Capixabas e membro da Câmara de Literatura do Conselho Estadual de Cultura do Estado do Espírito Santo. POETA. ESCRITOR. COORDENAÇÃO GERAL DO EVENTO: ESCRITORA E POETISA, SANDRA G. AMORIM BUNGES.



O Acadêmico Sonísio Pimentel (na foto acima, com Clério José Borges), em data de 28 de março de 2013, durante a realização da Quinta Cult na Praça de Alimentação do Shopping Mestre Álvaro, na Serra, ES, mostrando cópia da Carta do CTC, assinado por Clério José Borges convocando para a fundação de uma Academia de Letras na Serra.

A reunião do dia 28/08/1993 foi solene com o canto do Hino Nacional e discursos de Clério, Carlos Dorsch e Naly da Encarnação Miranda. Clério José Borges, organizador da reunião, foi aclamado Presidente e uma Diretoria foi organizada, sendo Naly da Encarnação Miranda, ex- Prefeito Municipal da Serra por duas vezes, aclamado, por sugestão de Clério, Presidente de honra da Academia. Clério, como Presidente Executivo ficou com o objetivo de organizar o Sodalício e promover a posse dos 40 Acadêmicos Titulares. Registrou-se a presença de três Vereadores: Márcia Lamas, Pedro Paulo de Souza Nunes e João Luiz Teixeira Corrêa. Trinta e sete pessoas assinaram o Livro de Presenças, conforme registro no Cartório do 1º Ofício, Registro das Pessoas Jurídicas da Serra, com o N.º 3.978, datado de 25 de Agosto de 1995. Livro A-2, N.º 142.

DIRETORIA DA ALEAS - De 28/08/1993 a 28/08/1995

PRIMEIRA DIRETORIA - A primeira diretoria da ALEAS ficou assim constituída: Presidente: Clério José Borges de Sant’Anna; Vice-Presidente: Getunildo Pimentel; Primeiro Secretário: Carlos Dorsch; Segundo Secretário: Sandra Geralda Amorim Bunges; Tesoureiro: Galbo Benedicto Nascimento; Orador e Presidente de Honra: Naly da Encarnação Miranda.
Conselho Cultural - Efetivos: Narceu de Paiva Filho; Naly da Encarnação Miranda; Humberto Aires de Moura e Silva; Walter Francisco Assis e Luiza Rocha Vinhosa. Suplentes: Marcela Marques; Clério José Borges de Sant Anna; Lino Armando Baroni; Carlos Dorsch e Teodorico Boa Morte.
Conselho Fiscal - Titulares: Carlos Nodier Fraga de Miranda; Valdemir Ribeiro Azeredo e Adir Ribeiro. Suplentes: Presciliano Carlos do Amaral, Izolina Márcia Lamas da Silva e Pedro Paulo de Souza Nunes.

Na mesma reunião foi definida a sede provisória da entidade. Foram oferecidas as instalações da Sociedade Musical Estrela dos Artistas, sita a Avenida Getúlio Vargas, 133, Centro, Serra, ES. Com a mudança da Diretoria em 28 de Agosto de 1997 a Sede provisória da ALEAS, por questões administrativas e de facilidade para contatos, passou a ser a casa do Fundador e primeiro Presidente, Clério José Borges, na Rua dos Pombos, 2 - Eurico Salles, Carapina, Serra, ES, endereço que é mantido na atualidade.

A primeira Diretoria presidida por Clério José Borges realizou diversas reuniões e Sessões Solenes:

1 - SESSÃO SOLENE DE POSSE. Foi uma Sessão Solene de posse coletiva, ocorrida no dia 11 de março de 1994, realizada no Salão da Assembléia de Deus da Serra. Na posse dos novos Acadêmicos Imortais registrou-se as presenças de quatro Juizes de Direito, três Deputados Estaduais, o Prefeito de Ibiraçu, Adélio Ceccato; o Vice-Prefeito da Serra, Cilso Ribeiro, Vereadores da Serra, Vitória e Vila Velha e representantes das Polícias Civil (Delegado Chefe do DPJ da Serra, Dr. Gercino Cláudio Soares) e Militar, além do povo em geral. A solenidade foi realizada na sede da Assembléia de Deus da Serra, na rua Major Pissarra no Centro da cidade. O Juramento foi lido pela Acadêmica Cleusa Lourdes Madureira Vidal, e após a solenidade houve um coquetel na sede do Serra Futebol Clube, localizado nas proximidades.

Além do prestígio da presença de diversas autoridades, inclusive a presença do ex-governador Max Mauro, a ALEAS recebeu ofícios de congratulações de diversas Academias de Letras do Brasil e inclusive um Telegrama de Saudação do então Presidente da República do Brasil, Itamar Franco. Outra presença destacada foi a do então Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, Desembargador Antônio José Miguel Feu Rosa, o qual como Acadêmico Fundador da ALEAS tomou posse na cadeira de N.º 30, cujo patrono é seu pai, Pedro Feu Rosa.

A ALEAS não congrega somente Escritores com livros publicados, mas também músicos, jornalistas, artesãos e poetas. Como a Academia Brasileira de Letras e a Academia de Letras de Paris, França, a ALEAS adotou 40 Cadeiras, para os Acadêmicos Titulares. A ALEAS tornou-se conhecida nacionalmente, tendo a sua fundação merecido telegramas e cartas de felicitações de diversas outras entidades brasileiras e escritores do Brasil.

2 - CONGRESSO ESTADUAL DE CULTURA - No dia 13 de maio de 1995, a ALEAS promoveu o Primeiro Congresso Estadual de Cultura, com participação de representantes da Academia Espirito-santense de Letras; Academia Cachoeirense de Letras; Academia Feminina Espirito-santense de Letras; Academia de Letras "Humberto de Campos", de Vila Velha; Conselho Estadual de Cultura; Casa de Cultura de Linhares; Casa de Cultura de Afonso Cláudio; Departamento de Cultura de Vila Velha, Cariacica e de Vitória; Casa de Cultura de Domingos Martins; Representantes das Cidades da Grande Vitória, São Mateus, Colatina e Santa Maria de Jetibá. Representando o Prefeito Municipal da Serra esteve presente o Secretário Municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, Geraldo Magela. Mais de 150 pessoas assinaram o Livro de Presenças. O Congresso foi realizado na Igreja dos Reis Magos em Nova Almeida.

O evento contou ainda com exposição de pinturas, artesanato, Banda de Música “Estrela dos Artistas” e Banda de Congo Mirim de Nova Almeida. A Viação Praiana colaborou com a promoção com dois ônibus especiais que serviram para o transporte dos participantes do evento e da Banda de Música “Estrela dos Artistas”. O almoço dos congressistas foi oferecido gratuitamente no restaurante “Cara de Índio” em Nova Almeida, num patrocínio de beneméritos, do comércio e indústria da Serra que cobriram 80% das despesas. O Presidente Clério Borges cobriu o restante do valor total.

A tesouraria da ALEAS não teve nenhuma despesa no evento. A empresa Divulgue, do acadêmico Humberto Aires de Moura e Silva, colocou Outdoor divulgando o evento. O Jornal e a TV Gazeta promoveram ampla divulgação do Congresso da Aleas. Coube a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura oferecer o som ambiente na Igreja dos Reis Magos. O Bando Congo Mirim de Nova Almeida, sob a coordenação do vereador José Bento foi um destaque aparte pela beleza da apresentação.

3 - SESSÃO SOLENE PÓSTUMA - No dia 24 de março de 1995 foi realizada um Sessão Solene de Homenagem Póstuma ao Acadêmico, Prof. Narceu de Paiva Filho. Narceu foi o primeiro Imortal Acadêmico da ALEAS  a falecer. Seu falecimento ocorreu em Ibiraçu a 4 de março de 1995. Na solenidade de homenagens póstumas, organizada pela Diretoria da ALEAS compareceram entre outras autoridades, o Prefeito de Ibiraçu, Adélio Ceccato e o ex-Prefeito daquele Município, Marcus Vicente.

4 - SESSÃO SOLENE DE POSSE - No dia 26 de Agosto de 1994 tomaram posse como Acdêmicos da ALEAS, Wilton Simas da Rocha, Maria de Fátima Leandro de Jesus, Paulo Roberto Luppi e Elzita Gomes Ferreira.

5 - SESSÃO SOLENE DE POSSE - No dia 16 de Dezembro de 1994 tomou posse como Acadêmico da ALEAS, o Jornalista Marcello Furtado, que então exercia o cargo de Sub Secretário de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer da Serra.

DIRETORIA DA ALEAS - De 28/08/1995 a 29/08/1997

SEGUNDA DIRETORIA - Ainda sob a presidência de Clério José Borges, no dia 25 de Agosto de 1995, foi realizada a Assembléia Geral de Eleição da Segunda Diretoria da ALEAS, ocasião em que foi eleito Presidente da ALEAS, Naly da Encarnação Miranda, ficando como Vice, Marcello Furtado, 1º Secretário, Antônio Cesar Campos Tackla; 2º Secretário: Manoel Custódio Ferreira; Tesoureiro, Galbo Benedicto Nascimento e Orador, Antônio Cesar Campos Tackla.

Dia 28 de Agosto de 1995. O Presidente Clério José Borges empossa a Segunda Diretoria da ALEAS, em Sessão solene, no Salão Nobre da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer da Prefeitura Municipal da Serra, na Rua Cassiano Castello. 22, Serra, Centro, ocasião em que foram empossados como Acadêmicos Titulares, João Luiz Castelo Lopes Ribeiro, (fundador que não havia tomado posse no dia 11 de março de 1994), na Cadeira 4; Paulo Roberto Walter de Negreiros, na Cadeira 18; Carlos Augusto Leitão Morandi, na Cadeira 28 e Esdras Lima Veloso de Oliveira, na Cadeira 39. Na ocasião houve uma Exposição individual do Artista Plástico Temi Verçosa (Acrílico sobre casca de madeira in natura) e lançamento do Livro "Moedas Mentais" do Poeta Carlos Morandi. Com o falecimento de Naly da Encarnação Miranda no dia 21 de Setembro de 1996, assumiu a presidência da ALEAS o Acadêmico vice-presidente, Marcello Furtado.

DIRETORIAS DA ALEAS - De 29/08/1997 a 14/10/2009

No dia 29 de Agosto de 1997 tomou posse em Sessão Solene no Auditório do Fórum da Serra, a terceira Diretoria da ALEAS, com mandato até 28 de Agosto de 1999, assim constituída: Presidente: Sandra Gomes; Vice Presidente: Clério José Borges; 1º Secretário: Sandra Geralda Amorim Bunges; 2º Secretário: Maria de Fátima Leandro de Jesus; Tesoureiro: Valdemir Ribeiro de Azeredo. Oradora: Cleusa Lourdes Madureira Vidal.

Em 1999 a referida Diretoria foi reeleita por mais dois anos. É a quarta Diretoria da ALEAS. Através de Convocação publicada no Diário Oficial do Estado, no dia 27 de Julho de 2001, página 20, em 28 de Agosto de 2001, na Sede Social da Banda Estrela dos Artistas, na Serra Sede foi eleita a quinta Diretoria com mandato até 28 de Agosto de 2003.

Os Acadêmicos Sandra Gomes e Clério José Borges são reeleitos Presidente e Vice, respectivamente em 28 de Agosto de 2003, em 2005, 2007 até 14 de Outubro de 2009. Na Administração Sandra Regina Bezerra Gomes de 1999 a 2009 foi instituído o Prêmio Maracajaguaçu de Cultura, conferido a Personalidades Culturais do Município e o título de "Mulher do Ano - Personalidade Feminina, Judith Leão Castello", honraria concedida no Dia Internacional da Mulher para Personalidades Femininas do Município.

No dia 19 de Outubro de 2009 em Assembléia Geral, na sede provisória da ALEAS, em Eurico Salles é realizada a eleição da nona Diretoria da Aleas. Presidente da Diretoria Executiva: Paulo Roberto Ribeiro Walter de Negreiros. Vice-Presidente: Clério José Borges de Sant Anna. 1ª Secretária: Sandra Regina Bezerra Gomes. 2º Secretário: Galbo Benedicto Nascimento. Tesoureiro: José Vieira da Silva Filho. Orador: João Luiz Castelo Lopes Ribeiro. CONSELHO FISCAL. 1º Conselheiro e Presidente: Aurélio Carlos Marques de Moura. 2º Conselheiro e Secretário do Conselho: Teodorico Boa Morte. 3º Conselheiro: Adir Ribeiro. SUPLENTES DO CONSELHO FISCAL: 1º Suplente: Eci Scardini. 2º Suplente: Pedro Paulo de Souza Nunes. 3º Suplente: Cleusa Lourdes Madureira Vidal.

DÉCIMA DIRETORIA DA ALEAS

No dia 06 de Agosto de 2012, o Presidente Paulo Negreiros renuncia ao cargo de Presidente da ALEAS, assumindo o vice Presidente Clério José Borges de Sant Anna, que de imediato publica o Edital datado de 07 de Agosto de 2012, convocando os Acadêmicos para a Assembléia Geral Extraordinária para Eleição e posse da Diretoria da ALEAS para o período de 2012 a 2014. No dia 28 de Agosto de 2012 é eleita a Décima Diretoria da ALEAS: Chapa “ALEAS SEMPRE”, assim constituída: Diretoria (Artigo 23 do Estatuto). Presidente: Clério José Borges de Sant Anna; Vice-presidente: Sandra Regina Bezerra Gomes; 1ª Secretária: Maria de Fátima Leandro de Jesus; 2º Secretário: Teodorico Boa Morte; Tesoureiro: Adir Ribeiro; Orador: Paulo Roberto Ribeiro Walter de Negreiros. Conselho Cultural (Artigo 31 do Estatuto). Membros Efetivos: Clério José Borges de Sant Anna; Sandra Regina Bezerra Gomes; Teodorico Boa Morte; Adir Ribeiro; Paulo Roberto Ribeiro Walter de Negreiros. Suplentes: Gilson Gomes; Valdemir Ribeiro Azeredo; José Vieira da Silva Filho; Galbo Benedicto Nascimento; Maria de Fátima Leandro de Jesus. Conselho Fiscal (Artigo 33 do Estatuto): Presidente (Letra c, do artigo 34 do Estatuto), Valdemir Ribeiro Azeredo. 2° Membro Efetivo e, secretário designado pelo Presidente do Conselho Fiscal, (conforme a letra c, do artigo 34 do Estatuto), José Vieira da Silva Filho. 3º Membro Efetivo: Galbo Benedicto Nascimento. 1º Membro Suplente: Esdras Lima Veloso de Oliveira. 2º Membro Suplente: Lino Armando Baroni e 3° Membro Suplente: José Vieira da Silva Filho.

A Diretoria comandada por Clério José Borges de imediato arregaça as mangas, identificando Cadeiras Vagas por falecimento de Acadêmicos e promovendo para Acadêmicos Correspondentes e os que são identificados como "desaparecidos" e residentes em outros Municípios. São Divulgados os Editais de Números 002, 003 e 004, para preenchimento de Vagas de Acadêmicos Titulares e Correspondentes, o que ocorre na Assembléia Geral Extraordinária de 09 de Outubro de 2012, com posse de todos eleitos em 25 de Outubro de 2012, em Solenidade realizada na Câmara Municipal da Serra, Palácio Judith Leão Castelo Ribeiro e Plenário Flodoaldo Borges Miguel. UM evento lindo maravilhoso que contou com a presença dos Senhores Acadêmicos e do Presidente da Câmara Municipal da Serra, Vereador Raul Cesar Nunes e da Vice Prefeita da Cidade da Serra, ES, Madalena Santana Gomes.


Fotos da Assembléia Geral Extraordinária de Posse de 13 Acadêmicos Titulares e Quatro Acadêmicos Correspondentes ocorrida na Câmara Municipal da Serra no dia 25 de Outubro de 2012.

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA - ALEAS

Presidentes da ALEAS

1993-1995 - Clério José Borges de Sant Anna
1995-1996 - Naly da Encarnação Miranda
1996-1997 - Marcello Furtado
1997-1999 - Sandra Regina Bezerra Gomes
1999-2001 - Sandra Regina Bezerra Gomes
2001-2003 - Sandra Regina Bezerra Gomes
2003-2005 - Sandra Regina Bezerra Gomes
2005-2007 - Sandra Regina Bezerra Gomes
2007-2009 - Sandra Regina Bezerra Gomes
2009-2012 - Paulo Roberto Ribeiro Walter de Negreiros
2012-2014 - Clério José Borges de Sant Anna










VÍDEOS E FOTOS DE EVENTOS DA ALEAS

   

   

RELAÇÃO DE ACADÊMICOS
PUBLICADA NO JORNAL "TEMPO NOVO" - SERRA - ES
De 24 de Setembro de 1993.

Na foto acima do JORNAL TEMPO NOVO, observa-se que algumas pessoas participaram da Reunião de fundação da ALEAS e chegaram a assinar o Livro de Acadêmicos, porém acabaram desistindo antes da posse, como é o caso de Luiza Rocha Vinhosa, a Sinforosa, que consta como integrante do Conselho Cultural que havia escolhido a Cadeira 18; Amarildo Valadares, que havia escolhido a Cadeira 21; Adilce Ribeiro da Silva Schunk, que escolhera a Cadeira 23 e Jaconias Rodrigues, que havia escolhido a Cadeira 32.



ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA

FOTO HISTÓRICA

Reunião de fundação da Academia de Letras e Artes da Serra, Aleas, no dia 28 de Agosto de 1993, no recinto da Câmara Municipal da Serra. Clério José Borges, presidindo os trabalhos da Assembléia Geral de Fundação da ALEAS e discursando relatando a importância de uma Academia de Letras para uma cidade rica de tradições culturais como a Serra, celeiro de bons Escritores, Poetas, Trovadores, Artistas Plásticos e Intelectuais. A Serra das Bandas de Congo. A Serra do Mestre Álvaro. A Serra de um rico e belo folclore. Ao lado de Clério, o Advogado, Dr. Carlos Dorsch, secretariando os trabalhos e o ex-Prefeito da Serra, por duas vezes, Advogado, Dr. Naly da Encarnação Miranda


FOTOS HISTÓRICAS

Foto 1 - Reunião de posse dos Acadêmicos fundadores em 11 de março de 1994, no Salão da Igreja, Assembléia de Deus, da Serra.

Foto 2 - Sandra Gomes, Presidente da ALEAS e Clério José Borges, Vice Presidente

Foto 3 - Zenaide Emília Thomes Borges recebendo um Diploma das mãos do seu esposo Clério José Borges em solenidade da ALEAS realizada no Auditório do Forum da Serra. Ainda na mesma foto, atrás, alguns Acadêmicos da ALEAS com suas Becas Azuis. Aparecem na foto: João Luiz Castello Lopes Ribeiro, de óculos; Galbo Benedicto Nascimento; Maria de Fátima; Artista Plástico Assis; Marcelo Furtado; Eduardo Mendonça e Lino Armando Baroni.



Na foto os acadêmicos da Aleas. Em pé: Aurélio Carlos; Lino Baroni e Cleusa Vidal. Sentados: Galbo Benedito; Getunildo Pimentel; Sandra Gomes; João Luiz; José Vieira; Clério Borges; Teodorico Boa Morte e Assis


ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA

No dia 28 de agosto de 1993 foi fundada a Academia de Letras e Artes da Serra - ALEAS, entidade cultural reunindo poetas, trovadores, escritores, artistas plásticos e intelectuais nascidos ou residentes no Município da Serra, cidade localizada no Estado do Espírito Santo, na Região Sudeste do Brasil.

Acadêmicos da Aleas reunidos no dia da posse coletiva dos membros fundadores em 11 de março de 1994. Na foto: Naly da Encarnação Miranda; Valdemir Ribeiro Azeredo (de óculos); Clério José Borges; Galbo Benedicto do Nascimento (na parte detrás); Carlos Dorsch; Sandra Bunges (atrás); Getunildo Pimentel; Pedro Paulo de Souza Nunes (atrás); Anthístenes Loureiro; Humberto Aires de Moura e Silva (atrás); Valter Francisco de Assis; Eduardo Mendonça (atrás); Carlos Nodier Fraga de Miranda.


FONTE DE PESQUISAS

OBSERVAÇÃO: Permitimos a livre reprodução do conteúdo e agradecemos a citação da fonte com a inclusão de nosso link, se possível.

Fonte de Pesquisa:
Borges, Clério José - Livro História da Serra, 1a. 2a. e 3a Edição - 1998, 2003 e 2009 - Editora Canela Verde - À Venda na Loja Biss, Avenida Central, 901, Parque Residencial Laranjeiras, Serra ES - Tel.: 27 - 33 38 39 05

Borges, Clério José - Livro Dicionário Regional de Gírias e Jargões - 2010 - Editora Canela Verde - À Venda na Loja Biss, Avenida Central, 901, Parque Residencial Laranjeiras, Serra ES - Tel.: 27 - 33 38 39 05




Copyright © 2004 / 2013 - All Rights Reserved: CJBS