CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

 

BODAS DE PRATA: CLÉRIO E ZENAIDE

Vila Velha, ES, 17/02/1979

Eurico Salles, Serra, ES, 17/02/2004

 

Local: Igreja São Paulo Apóstolo

Eurico Salles – Carapina – Serra - ES

 

Celebrante: Padre Pedro Camilo

 

Leitor Comentarista (Iza Ferreira):

Prezados Amigos, Visitantes e membros de nossa Comunidade.

A comemoração dos aniversários de Casamento é tradição em várias culturas. A palavra Boda significa comemoração. É o nome dado a celebração festiva do Aniversário de Casamento. No Brasil é costume dizer Bodas, no plural.

As Bodas de Prata e de Ouro são as mais conhecidas e comemoradas.

Hoje é um dia muito especial para a família de Deus.

Estamos celebrando as Bodas de Prata de Clério e Zenaide, que a vinte e cinco anos atrás, envolvidos pelo amor, pelo sonho e pelo compromisso, decidiram juntar suas vidas e chegaram até o altar do Senhor para serem abençoados. Hoje, depois de muitas dificuldades e alegrias, junto com os frutos abençoados por Deus, os seus filhos Clérigthom e Cleberson, provam a força do amor, comemorando 25 anos de casados.

 

Melodia: Irmão Sol, Irmão Lua, de Riz Ortoloni, interpretada por Roney Marczak ao violino e Christian Ruvolo, piano.

 

Entrada dos Padrinhos:

Max Freitas Mauro e acompanhante

Elias Barros e acompanhante

José Borges Ribeiro Filho e Maria Nazareth Motta

Marcos Carvalho e Zenilda Elda Thomes

Ronaldo Lourenço Rodrigues e acompanhante

Alba Nolasco Fedulo e João Novaes Fedulo

 

João Birschner Lube e esposa Luzia (Tia Lúcia)

Dinah Maria Lube Thomes e acompanhante

Renato Lima e Zilca Ereny Thomes

André e Maria da Glória Perovano

Anselmo Cott e Edna Sperandio Cott 

Carlos Messias da Silva e Rosane Jacob da Silva

 

Entrada dos Filhos

Clérigthom e Cleberson

 

Melodia: Ave Maria, de Charles Gounod interpretada por Roney Marczak ao violino e Christian Ruvolo, piano.

 

Entrada do casal

Clério e Zenaide

 

Acolhida

Celebrante:

Estamos aqui reunidos, para celebrar as bodas matrimoniais de Clério e Zenaide. Que Deus nos ilumine com a sua luz e nos inspire sentimentos de júbilo e gratidão.

 

Canto:

Em nome do Pai! Em nome do Filho! Em nome do Espírito Santo, estamos aqui (bis)

Para louvar e agradecer, bendizer e adorar / estamos aqui, Senhor ao Teu dispor. / Para louvar e agradecer, / bendizer e aclamar, Deus Trino de Amor!

 

Celebrante:

A graça do Nosso Senhor Jesus Cristo, nossa vida e nossa Salvação estejam convosco. Sejam Bem-vindos Clério e Zenaide, que no decorrer destes 25 anos provaram a força do amor!

Todos:

Bendito seja Deus que nos amou desde o princípio e aqui nos reuniu no amor de Cristo.

 

Saudação  - Comentarista:

As famílias Borges e Thomes estão aqui reunidas com imensa alegria para realizar esta celebração de Ação de Graças pelos 25 anos de vida matrimonial do casal Clério e Zenaide. Foi um dia como este que tudo começou. Uma aliança feita junto ao altar do Senhor e selada com sua benção. Benção que fez desta aliança um sacramento. Eram dois e o sacramento os tornou um só. E, serão os dois uma só carne. Uma união tão íntima, vivida no amor que se converteu em resposta à palavra do Senhor: “O que Deus uniu o homem não separa”.

Hoje, mais amadurecidos e coroados dos filhos, buscam mais uma vez proclamar, que acreditam na vocação matrimonial, na felicidade, no amor e nas graças do sacramento do matrimônio, que é doação mútua. Muitas foram às alegrias, inúmeros momentos difíceis e as provações, muitos os desafios. E agora estamos aqui bem unidos a eles para ajudá-los a agradecer.

Agradecer a Deus pela contínua presença na vida deles. Agradecer a Deus pelas maravilhas que ele realizou nesses anos de caminhada no amor, fazendo-se companheiros e amigos deles.

Sejam bem vindos todos os que prestigiaram o casal Clério e Zenaide com suas presenças, os que vivenciaram, de uma maneira ou de outra, a presença de Deus em suas vidas.

 

Mensagem de Acolhida dos filhos

Clérigthom – (Filho):

Vocês, papai e mamãe são a fonte de nossa alegria, especialmente nesta data em que celebramos 25 anos de vossa união. Obrigado Senhor por manter unidos este casal que nos criou no amor e na fé, na firmeza e acima de tudo, na alegria do lar que os dois construíram.

 

Ato Penitencial

Celebrante:

Conhecer o amor, saber perdoar, reconhecer nossas faltas e pedir perdão, faz parte da vida de todo Cristão.

Arrependidos de nossas falhas, imploramos o perdão de Deus.

 

Zenaide: Senhor, perdão pelas vezes que não vivemos o amor, a compreensão e o dialogo entre nós e os nossos filhos. Perdão Senhor.

Todos: Senhor, tende piedade de nós

 

Clério: Senhor, perdão pelas vezes que não me esforcei para compreender melhor e mais profundamente minha Esposa e meus Filhos. Perdão Senhor.

Todos: Senhor, tende piedade de nós

 

Cleberson (Filho): Pelos desgostos, egoísmos e rebeldias com que magoamos o coração de nossos pais, que tudo fazem pela nossa educação e felicidade. Perdão Senhor.

Todos: Senhor, tende piedade de nós

 

Zilda Edna Thomes (Irmã de Zenaide):

Senhor, perdão pelas vezes que não demos testemunho da alegria e do amor deste casal e da paz de todas as nossas Famílias. Perdão Senhor.

Todos: Senhor, tende piedade de nós.

 

Celebrante: Agradecidos a Deus pelo o seu perdão, vamos dar testemunhos de nossa vivência cristã louvando a Deus por sua presença entre nós.

 

Hino de Louvor

 

QUÃO GRANDES ÉS TÚ

Senhor meu Deus, quando eu maravilhado fico a pensar nas

obras de tuas mãos.

No céu azul de estrelas pontilhados.

O teu poder mostrando a criação.

 

Então minha alma canta a ti, Senhor

Quão grande és tu!

Quão grandes és tu!

 

Quando a vagar nas matas e florestas

O passaredo alegre ouço cantar

Olhando os montes, vales e campinas

Em tudo vejo o teu poder sem par.

Quando eu medito em seu poder tão grande

Seu filho dando o mundo pra salvar

Na cruz vertendo o seu precioso sangue

Minha alma pode assim purificar.

 

Quando enfim, Jesus vier em glória

e ao lar celeste então me transportar

te adorarei, prostrado para sempre

quão grande és tu, meu Deus, hei de cantar.

 

Celebrante - Oremos:

Pai todo poderoso, olhai com bondade este casal; Clério e Zenaide junto com os filhos que geraram, para a vida e a fé, pelo bem que praticaram em sua longa vida. E, como confirmastes, em admirável sacramento, as primícias de seu amor, abençoai os frutos de seus longos anos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho na unidade de Espírito Santo.

Todos: Amém

 

Letícia Jacob da Silva (Vizinha):

A Bíblia contém a mente de Deus, a condição do homem, no caminho da salvação, a condenação dos pecadores e a felicidade dos crentes. Ela contém luz para nos guiar, alimento para nos sustentar e consolo para nos animar. Cristo é o seu grande tema. Vamos acolher a palavra de Deus.

 

Entrada da Bíblia:

Thaís Jacob da Silva (Vizinha) entra com a Bíblia

 

Canto:

É como a chuva que lava, é como fogo que arrasa. Tua palavra é assim não passa por mim sem deixar um sinal.

Tenho medo de não responder, de fingir  que não escutei. Tenho medo de ouvir teu chamado, virar pro outro lado e fingir que não sei (2x)

Tenho medo de não perceber, de ver teu amor passar. Tenho medo de estar distraído, magoado e ferido e então me fechar (2x)

 

Liturgia da Palavra

Comentarista:

Deus é Amor!  Todos os dons dependem do amor, não podem substituí-lo, e sem ele nada significam. O amor é à força de Deus e também a força da pessoa aliada a Deus. E é o caminho que ultrapassa todos os dons e ao qual todos os membros de uma comunidade devem aspirar. O amor é eterno e transcende o tempo e o espaço porque é a vida do próprio Deus, vida da qual o cristão já participa.

 

Rosane Jacob da Silva (Madrinha, amiga e Vizinha):

(I Coríntios 13, 1-13)

 

Leitura da primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, se eu não tivesse o amor, seria como um sino ruidoso ou como símbolo estridente.

Ainda que eu tivesse o Dom da profecia, o conhecimento de todos os mistérios e de toda a ciência, ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se eu não tivesse o amor, eu não seria nada.

Ainda que eu distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, ainda que entregasse meu corpo às chamas, se não tivesse o amor, nada disse me adiantaria. O amor é paciente, o amor é prestativo, não é invejoso, não ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se irrita não guarda rancor. Não se alegra com  injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais passará. As profecias desaparecerão, o Dom das línguas cessará, a ciência também desaparecerá. Pois nosso conhecimento é limitado; limitada também é nossa profecia. Mas; quando vier a perfeição, desaparecerá o que é limitado. Agora, portanto, permaneçam estas três coisas: A fé, a esperança e o amor.

A maior delas, porém, é o Amor. Palavra do Senhor.

Todos: Graças a Deus!

 

Comentarista:

Em  resposta a esta leitura cantemos:

(Canto 821)

 

1-         Ainda que eu fale as línguas dos homens,/ ainda que eu fale a língua dos anjos,/ serei como bronze que soa em vão,/ se eu não tenho amor, amor aos irmãos!

O amor é paciente/ e tudo crê;/ é compassivo, não tem rancor./ Não se alegra com a injustiça/ e com o mal. Tudo suporta! / É Dom total!

2-         Ainda que eu tenha vigor de profeta,/ e o Dom da ciência, firmeza na fé;/ ainda que possa transportar as montanhas,/ se eu não tenho amor, de nada adianta!

3-         Ainda que eu doe meus bens para os pobres,/ que eu deixe meu corpo em chamas arder;/ será como sonhos, será tudo em vão,/ se eu não tenho amor, amor aos irmãos!

 

Aclamação do Evangelho

 

Comentarista:

A casa construída sobre a rocha de que nos fala Jesus, é o exemplo da casa sobre a qual edificou a família de Clério e Zenaide. (Evangelho de Mateus: 7, 24-29). De pé aclamemos o Santo Evangelho.

 

Aleluia! Aleluia!

Como o pai me amou, assim também eu vos amei.

Aleluia! Aleluia!

Como estou no pai, permanecei em mim.

 

Celebrante:

O Senhor esteja convosco

Todos: Ele está no meio de nós!

 

Celebrante: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Mateus.

Todos: Glória a vós, Senhor!

 

Celebrante:

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos.  

“Aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram  os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha. Mas aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é semelhante ao homem insensato, que construiu sua casa na areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela caiu e grande foi a sua ruína”. Quando  Jesus terminou o discurso, a multidão ficou impressionada com a sua doutrina. Com efeito, ele a ensinava como quem tinha autoridade e não como os seus escribas.

Palavra da Salvação.

Todos: Glória a vós Senhor!

 

Renovação do Compromisso

 

Comentarista:

Há 25 anos Clério e Zenaide vêm consagrando o seu amor a Deus pelo sacramento do Matrimônio, e hoje estão aqui cercados de seus filhos, parentes e amigos, frutos deste amor, apara renovar o sacramento, vínculo do Matrimônio. Foi uma caminhada repleta de momentos significativos, mas sempre acompanhada pela proteção divina.

 

Celebrante:

Neste aniversário de Bodas de Prata, recordando o dia feliz em que renovastes a vossa vida com o vinculo indissolúvel do sacramento do Matrimônio, vamos renovar agora  diante de Deus, dos parentes e amigos aquele Santo compromisso.

 

Clério e Zenaide fazem a leitura juntos:

 “Senhor nosso Deus, na Vossa presença, renovamos o nosso amor e prometemos, ajudados pela Vossa graça continuarmos edificando o nosso lar cristão.”

 

Celebrante:

O senhor vos guarde durante todos os dias da vossa vida. Nas aflições, seja o vosso consolo, na prosperidade, a vossa assistência. E conserve o vosso lar na abundância de duas bênçãos. Por Cristo nosso Senhor...

Todos: Amém

 

Melodia: Over the Rainbow, de H. Arlen e E. Harburg. Interpretação Kenny G

 

Entrada as alianças:

Dona Emília Birschner Thomes (mãe de Zenaide) entra com as alianças

 

Benção das alianças

 

Comentarista:

Senhor, aqui estão as alianças de Clério e Zenaide.

Elas são símbolos da perfeita união entre eles, durante estes 25 anos de vida Matrimonial. Peçamos as bênçãos  divinas, sobre elas para que sejam um sinal visível do amor em suas vidas.

 

Todos: Amém

 

Celebrante:

Renove, Senhor, hoje, esta benção divina, abençoando as alianças que Clério e Zenaide, vão continuar usando até o fim de suas vidas, como símbolos de doação e aceitação mútua e a alegria de viverem um para o outro. Hoje, um aro de prata se supera ao de ouro. Esta prata é a dureza a vida. É a fibra que vocês demonstraram não perdendo de vista aquele SIM que fez de vocês dois uma só carne. Que esta aliança de prata lhes recorde sempre que vale a pena amar e viver apoiados um no outro e ambos em Deus. Por Cristo Nosso Senhor, seu Filho, na unidade do Espirito Santo.

 

Entrega das Alianças

 

O marido coloca a aliança no dedo da esposa dizendo:

Clério:

Zenaide, recebe novamente esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

 

A esposa coloca a aliança no dedo do marido dizendo:

Zenaide:

Clério, recebe novamente esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai, do Filho e dos Espírito Santo.

 

Canto: “O que Deus uniu.”  Apresentação da Cantora Grazielle Ramos.

 

Oração da Assembléia 

 

Celebrante:

Irmãos e irmãs, invoquemos a misericórdia de Deus, que, por amoroso designo de sua vontade, quis instituir o sacramento do amor, o Matrimônio.

 

Moniqui Paneto (Amiga e Vizinha):

Pai Santo, que tendes o nome de Fiel, que exigis e recompensais a observância da aliança, dignai-vos, cumular de benção estes vossos filhos Clério e Zenaide, que comemoram 25 anos de casamento, acumulando de bênçãos também o fruto deste amos, os seus filhos Clérigthom e Cleberson.  Rezemos

Todos: Renovai, Senhor a fidelidade de vossos filhos!

 

Edna Sperandio (Madrinha, Amiga e Vizinha):

Pai Santo, que vem com o filho e o Espirito Santo viveis desde toda eternidade em comunhão de amor, ajudai estes vossos filhos a cumprir por toda a vida a aliança de amor que prometeram. Rezemos

Todos: Renovai, Senhor a fidelidade de vossos filhos!

 

Alba Nolasco (Madrinha, Amiga e Vizinha):

Pai Santo, que orientais para vós a caminhada dos que prometem fidelidade no sacramento do Matrimônio, fazei que estes vossos filhos se esforcem para seguir o Evangelho de Cristo. Rezemos.

Todos: Renovai, Senhor a fidelidade de vossos filhos!

 

Barbarina – Dona Bela (Amiga e Vizinha):

Pai Santo, que quisestes fazer da união conjugal um ensinamento de vida cristã, concedei que todos os casados se transformem em testemunhas do vosso amor. Rezemos

Todos: Renovai, Senhor a fidelidade de vossos filhos!

 

Celebrante: 

Ó Deus, em cuja providência a sociedade familiar tem seu fundamento,atendei, misericordioso, as preces dos vosso servos. E fazei que, seguindo o exemplo da Sagrada Família, celebrem sem fim vossos louvores na alegria da vossa casa. Por Cristo, nosso senhor.

Todos: Amém

 

Liturgia Sacramental

 

Comentarista - História de Vida:

ü         Foi em Aribiri que Clério José Borges começou a sua história de vida. Sua mãe viúva, Dona Lyra Borges de Sant Anna, com sacrifícios conseguiu criar o menino que a graça de Deus  lhe enviou. Com sua Máquina de Costura e ministrando aulas de Corte e Costura, Dona Lyra foi ao mesmo tempo, mãe e pai, educando Clério na fé Cristã, com amor, dedicação e nos princípios éticos da boa moral e dos bons costumes.

Costurando, Dona Lyra mantinha a casa e, propiciou a Clério, uma Educação esmerada num bom Colégio, o Colégio Maristas de Vila Velha, local onde Clério se consolidou na Fé Cristã com os ensinamentos religiosos dos Irmãos Maristas (Irmãos de Maria, mãe de Jesus).

Na Igreja São Vicente de Paulo, de Aribiri, Clério participou das primeiras celebrações, chegando a ser Coroinha e depois membro da Sociedade São Vicente de Paulo.

Depois tendo se mudado para Vila Velha sede, manteve-se tendo Cristo como fundamento de sua vida.

ü         Zenaide teve sua vida iniciada no interior. Na localidade denominada Pau Amarelo, interior de Cariacica, na divisa dos Municípios de Santa Leopoldina, Cariacica e Viana. Seus pais, José Frederico Thomes e a professora Emília Birschner Thomes, tiveram 14 filhos. Com o falecimento do pai. Dona Emília, sozinha teve que manter a família, composta de 14 filhos, a maioria ainda menores, mostrando a importância da religião e que para colher bons frutos nesta vida, ninguém deve ter vergonha de ter fé.

Tendo se aposentado como Professora, Dona Emília muda-se para Vila Velha. Clério conhece Zenaide e inicia-se em 1978 o romance que culminaria em 17 de Fevereiro de 1979, com o casamento do jovem casal na Igreja Santa Mãe de Deus, no bairro do Ibes em Vila Velha, mudando-se em seguida o casal para o bairro Eurico Salles, sendo um dos primeiros moradores.

Ao longo desta convivência, Clério e Zenaide formaram uma aliança na Paz, na alegria, unida ao amor, como pessoas simples, de origem humildes mas solidificada na fé Cristã.

Hoje a família, parentes, amigos e amigas estão aqui para agradecer.

Neste altar do Senhor trazem a foto da família para te oferecer e que ela continue vivendo intensamente na harmonia, na esperança de dias melhores, na Fé, na Caridade e no Amor.

 

Canto:

1- Um coração para amar,/ pra perdoar e sentir,/ para chorar e sorrir,/ ao me criar tu me deste./ Um coração pra sonhar,/ inquieto e sempre a bater,/ ansioso por entender/ as coisas que tu disseste.

Eis o que eu venho te dar/ eis o que eu ponho no altar./ Toma, Senhor, que ele é teu,/ meu coração não é meu. (bis)

2- Quero que o meu coração/ seja tão cheio de paz,/ que não se sinta capaz/ de sentir ódio e rancor./ Quero que a minha oração/ possa me amadurecer,/ leve-me a compreender/ as conseqüências do amor.

 

Durante a apresentação do Canto:

·         Guilherme (Sobrinho de Zenaide):

Entra com a foto da Família.

· Zilca (Kiki) – (Irmã):

Entra com Brunna (Afilhada do Casal) no colo e a mesma traz nas mãos um exemplar do Livro “História da Serra”, de Clério José Borges, ofertando para a Comunidade.

·         Juarez (Amigo e Vizinho):

Entra com produtos da região de Pau Amarelo – Cariacica – ES.

 

Celebrante:

Aceita, ó Deus, estas oferendas de ação de graças pelos vossos filhos Clério e Zenaide, que viveram unidos vinte e cinco anos na sinceridade da fé e esperança alcançar da vossa bondade os dons da unidade e paz. Por Cristo nosso Senhor!

Todos.: Amém!

 

Celebrante:

Vamos das as mãos e rezar a oração que o próprio Jesus Cristo nos ensinou.

Todos.: Pai nosso que estais no céu, santificado....

 

Celebrante:

Continuemos de mãos dadas formando a grande família de Deus, rezemos pela Paz.

Todos.: Senhor Jesus Cristo que dissestes aos vossos Apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz...

 

Celebrante:

Como filhos e filhas de Deus da paz, saudemos uns aos outros com um gesto de comunhão fraterna.

 

Canto da Paz

 

Ilumina, Ilumina

Minha prece de pai é que meus filhos sejam felizes.

Minha prece de mãe é que meus filhos vivam em paz.

Que eles achem os seus caminhos! Amem e sejam amados!

Vias iluminados!

Nossa prece de filhos é prece de quem agradece.

Nossa prece é de filhos que sentem orgulho dos pais.

Que eles trilhem os seus caminhos! Louvem e sejam louvados!

Sejam recompensados!

Ilumina, ilumina nossos pais, nossos filhos e filhas! Ilumina, ilumina cada passo das nossas famílias! (bis)

Minha prece , ó Senhor, é também pelos meus familiares.

Minha prece, ó Senhor, é por quem tem um pouco de nós.

Que eles achem os seus caminhos! Amem e sejam amados!

Vivam iluminados!

Nossa prece, ó senhor, é também pelos vossos vizinhos.

Por quem vive, trabalha e caminha conosco, senhor.

Que eles achem os seus caminhos! Amem e sejam amados!

Sejam iluminados!

 

Celebrante:

Nós louvamos e bendizemos, Deus criador de todas as coisas que no principio criastes o homem e a mulher para construírem uma sociedade de vida e amor e também vos agradecemos, senhor porque vos dignastes abençoar o casamento de vossos filhos Clério e Zenaide, para ser uma imagem de  união de Cristo com a Igreja. Olhai, agora com bondade para eles e como lhes preservastes a união em meio a alegrias e tristezas, assim renovai neles sempre a aliança nupcial, aumentando a caridade e reforçando os laços da paz, a fim de merecerem receber sempre a vossa benção na companhia dos filhos que os rodeiam. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém!

 

Rito da Comunhão:

Procede-se segundo ritual da Santa Missa

 

Comunhão: Somente o casal comunga.

 

Canto de Comunhão

 

Cantar a beleza da vida, presente de amor sem igual:

Missão do teu povo escolhido, Senhor vem livrar-nos do mal!

Vem dar-nos teu filho Senhor, sustento no pão e no vinho,

E a força do Espírito Santo, unindo teu povo a caminho.

Viver o perdão sem medida, servir sem jamais condenar,

Missão do teu povo escolhido, Senhor, vem conosco ficar!

 

Celebrante: Oremos: (pausa)

 

Celebrante: Alimentados á vossa mesa, nós vos pedimos, ó Deus, que guardeis na santidade este casal Clério e Zenaide, até recebestes no convívio do céu, após uma longa vida. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém

 

Rito da Despedida:

Agradecimento (Cleberson – Filho):

Em comemoração as Bodas de Prata de nossos pais, Clério e Zenaide, nós os seus filhos queremos oferecer-lhes hoje, em especial, uma homenagem pois tudo o que somos e o que temos só foi conseguido através da educação e dos valores que recebemos através da forma como fomos, por vocês, criados e educados. O exemplo que recebemos de vocês sempre  foi o de companheirismo, honestidade e fidelidade em suas relações conosco.

Por isso, com testemunho de todos presentes nós queremos dizer.

Muito obrigado Pai e Mãe nós lhes amamos muito.

 

Canto  - Texto abaixo com melodia da música “Unidos para Sempre.”

 

1-         Quero em tuas mãos depositar, a esperança de amar, eu vou te amar, vamos nos amar para sempre.

Desde o dia que eu te conheci, um grande amor logo senti, que era você, era você minha vida.

 

Unidos para sempre tu e eu devemos ser, pois nesta vida conseguimos compreender.

Nossa união dizendo sim aqui no altar, unidos para sempre. (bis)

 

2-         No caminho pedras vão surgir, mas nosso amor vai conseguir superar tudo, superar para sempre.

Mas o nosso amor vai ser assim, teve começo e não tem fim.

Eu vou te amar, vamos nos amar para sempre.

 

Ação de Graças

 

Leitura feita por Letícia Jacob da Silva (Vizinha):

Obrigado Senhor pelo amor e fidelidade que une este casal.

Abençoa senhor, este amor, para que seja a cada dia mais novo e criativo!

Novo, para recomeçar sempre e com mais entusiasmo; novo, para sustentar nas horas de crise e dificuldades.

Criativo, para compreender as pessoas que caminham ao lado; criativo para estender a mão as irmãos carentes.

Isto. Novo e Criativo, para a força transformadora na comunidade que vivem.

Novo e criativo, para ser fonte geradora de paz, da harmonia e de filhos de Deus livres e conscientes.

Abençoa Senhor, não só este casal, mas todos os que aqui estão e confiam em ti, que confiam no amor e num mundo melhor, porque é o teu amor, a garantia desta fidelidade num compromisso assumido a 25 anos, Amém.

 

Todos: Amém.

 

Homenagem a Dona Zenaide

(Poesia de Autor desconhecido, a ser lida por Clério José Borges):

 

Amar é...

Amar é olhar para dentro de si mesmo dizer eu quero.

É viver intensamente. É sonhar com uma gota de realidade e realizar uma gota desse sonho. É estar presente até na ausência.

Amar é Ter em quem pensar. É ser só de alguém e nunca deixar este alguém só. É pensar em você tão alto a ponto de você escutar.

Amar é ir até a morte. É acordar pra realidade do sonho. É vencer através do silêncio.

Amar é dar anistia ao coração. É sonhar o sonho de quem sonha com você. É sentir saudades. É chegar perto da distância. É andar a procura de um encontro.

Amar é a força da razão. É quando os momentos são eternos. 

Amar é ser adulto e  sentir-se criança. É viver a vida em versos e converso. É a maior experiência na vida de um homem, mas acima de tudo é crer em Deus. Por que Deus é amor, e você, Zenaide é tudo que um dia eu pedi pra mim. 

 

Canto:

Oração da Família

Que nenhuma família comece em qualquer de repente

Que nenhuma família termine por falta de amor

Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente

E que nada no mundo separe um casal sonhador

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte

Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois

Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte

Que eles vivam do ontem, do hoje e em função de um depois.

 

Que a família comece e termine sabendo onde vai

E o que homem carregue nos ombros a graça de um pai

Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor

E que os filhos conheçam a força que brota do  amor .

Abençoa Senhor as família, Amém

Abençoa, Senhor a minha também (bis)

 

Que o marido e mulher tenham força de amar sem medida

Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão

Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida

Que a família celebre a partilha do abraço e do pão

Que marido e mulher não se traiam e nem traiam seus filhos

Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho seja firme a esperança de um céu aqui mesmo e depois.

 

Comentarista:

As famílias Borges e Thomes de coração agradecem a quantos nos alegram com a sua presença amiga. Obrigado.

O casal receberá os cumprimentos na Escola Beija Flor, localizada ao lado desta Igreja. A comunidade São Paulo Apóstolo, de Eurico Salles, agradece a presença honrosa para todos nós do Padre Pedro Camilo que presidiu esta celebração e a presença de membros da nossa Comunidade e Visitantes. Obrigado. Uma salva de palmas para todos.

 

Ritos Finais

O celebrante pede aos cônjuges que inclinem a cabeça.

 

Celebrante:

Que Deus todo poderoso vos conceda alegria!

Todos: Amém

 

Celebrante:

O Filho unigênito de Deus, com a sua misericórdia, esteja ao vosso lado na alegria e na tristeza.

Todos: Amém

 

Celebrante:

O Espírito Santo derrame, sem cessar, a caridade e vossos corações!

Todos: Amém

 

Benção Final - Celebrante:

E a todos vós aqui reunidos, abençoes-vos Deus todo poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo!

Todos: Amém

 

Celebrante:

Proclamai a todos o amor de Deus! Ide em paz e que o senhor vos acompanhe!

Todos: Graças a Deus!

 





Voltar


Copyright © 2003 / 2012 - All Rights Reserved: CJBS