CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

HISTÓRICO DO CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DA SERRA

CONSELHO DE CULTURA - Clério José Borges participou de 24/09/1997 a 20/07/2012, (por 14 anos, 09 meses e 20 dias), como Conselheiro Titular da Câmara de Literatura do Conselho de Cultura da Serra, ES.

Composição: É composto pelos representantes das áreas culturais, administração municipal, poder legislativo municipal e FAMS

Forma de Criação: Lei nº 1937/96 Art. 1º - Fica criado o Conselho Municipal de Cultura da Serra - CMCS, integrado à estrutura da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer da Prefeitura Municipal da Serra, cujas atribuições não ultrapassarão quaisquer das cometidas a órgãos correlatos, no âmbito Estadual ou Federal.

Relação com o poder público: SETUR - Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer

Caráter: Lei nº 1937/96 Art. 2° - O Conselho Municipal de Cultura da Serra,é órgão normativo, instrutivo e deliberativo para assuntos culturais.

Periodicidade de Reuniões: Mensal

No dia 24 de Setembro de 1997, na Igreja dos Reis Magos em Nova Almeida, foi realizada a solenidade de posse do primeiro Conselho Municipal de Cultura da Serra, presidida pelo Prefeito Sérgio Vidigal. Uma cerimônia bastante concorrida e realizada na histórica Igreja dos Reis Magos, de Nova Almeida, cuja capela de palhas foi inaugurada no dia 6 de Janeiro de 1557, com as obras de edificação de alvenaria com a residência dos Jesuítas ao lado, concluídas em 1580.

Segundo o Livro "História da Serra", página 188, o Conselho Municipal de Cultura da Serra, CMCS, foi criado pela Lei N.º 1937, de 17 de Dezembro de 1996, constituído de um Plenário, Sete Câmaras permamentes e Comissões instituídas por tempo determinado para o desempenho de tarefas específicas. Pelo Decreto 9905/97, de 24 de Setembro de 1997, foram nomeados para compor o primeiro Conselho Municipal de Cultura da Serra as seguintes personalidades: Ernandes Zanon e Everaldo Nascimento; Silvio Barbiere e Sansão da Rocha Silva; Walter Francisco de Assis e Neusso Ribeiro Farias; João Carlos Cristo Coutinho e Genildo Maciel de Assis; Aurélio Carlos Marques de Moura e Sirley Iehle Homem; Clério José Borges de Sant Anna e Valdenir Ribeiro Azeredo; Marcelo Furtado e Humberto Aires de Moura e Silva; Berenice de Albuquerque Tavares; Angela Bresciane; Sérgio Anacleto Peixoto Costa; Miguel João Fraga Gonçalves; Odmar Péricles Nascimento e Pedro Paulo de Souza Nunes.

A lei que instituiu o Conselho de Cultura da Serra foi de autoria da então Vereadora Márcia Lamas (que em 1997 era Vice Prefeita), sendo sancionada pelo Prefeito da Serra da época, João Baptista da Motta.

Segundo notícia publicada no Jornal Tempo Novo de 25 de Outubro de 1997 a eleição da primeira Diretoria do Conselho Municipal de Cultura da Serra ocorreu no dia 23 de Outubro de 1997, tendo sido eleitos: Presidente Aurélio Carlos Marques de Moura; Vice Presidente Marcello Furtado; Secretário, Ernandes Zanon.

O primeiro Conselho durante um período de pouco mais de dois anos, regulamentou a Lei Chico Prego de incentivo a Cultura e apreciou os primeiros processos entre outras atividades culturais.

No dia 04 de Julho de 2000 foi realizada a posse do segundo Conselho Municipal de Cultura da Serra, desta feita, no Gabinete do Prefeito Municipal da Serra, Dr. Antônio Sérgio Alves Vidigal.

ELEIÇÃO DO CONSELHO DE 2012 A 2014

       

Na foto, Márcia Montarroyos, Clério José Borges, Rogério Martins e Flávio Otone. Ao lado, fotos da reunião do dia 20/07/2012.

CONSELHO 2012 A 2014 - Em reunião da Comissão Eleitoral presidida pelo Escritor Clério José Borges de Sant Anna, (Vice Presidente do Conselho) e composta dos Conselheiros, Teodorico Boamorte, Ernandes Zanon e Maria Martha, foi eleito na última sexta feira, dia 20 de Julho de 2012, o novo Conselho Municipal de Cultura da Serra para o biênio 2012 a 2014. Na mesma reunião foram eleitos Presidente, Rogério de Moraes Martins, da Câmara de Artes Cênicas; Vice Presidente, Márcia Andréia Montarroyos Carvalho, da Câmara de Audiovisual e Secretário, Flávio Otone, que é Titular da Câmara de Patrimônio Histórico, Cultural, Arquitetônico e Natural. A reunião presidida pelo Conselheiro Clério José Borges transcorreu em clima de tranquilidade, tendo Clério inicialmente feito um histórico das atividades desenvolvidas pelo Conselho Municipal de Cultura da Serra, CMCS, criado pela Lei N.º 1937, de 17 de Dezembro de 1996, constituído de um Plenário, Sete Câmaras permamentes e Comissões instituídas por tempo determinado para o desempenho de tarefas específicas. Destacou ainda que o trabalho dos Conselheiros sempre foi realizado de forma voluntária e sem nenhuma remuneração, tendo todos se empenhado não só na análise dos inúmeros processos da Lei Chico Prego como também na avaliação de algumas questões de relevância cultural do Município da Serra.

Clério destacou ainda o que considerou excelente trabalho desenvolvido pelo Conselheiro Aurélio Carlos Marques de Moura à frente do Conselho e que se encontrava ausente por motivo de doença. Finalizando Clério Borges classificou de levianas as acusações de alguns segmentos mal informados que acusaram o Conselho em reunião anterior, classificando-o de ter atitudes de oportunismo e politicagem e de não zelar pela ética. Segundo Clério José Borges tais pessoas não são comprometidas com a Cultura Serrana e Capixaba e só teceram criticas em rádios e na Internet, por interesses pessoais e por não terem tido os seus projetos aprovados já que o plenário os havia considerados projetos inoportunos e mal elaborados.

Os novos membros do Conselho Municipal de Cultura da Serra eleitos em 20 de Julho, tomaram posse na terça-feira (21 de Agosto de 2012), em Sessão Solene realizada na Câmara dos Vereadores, às 18 horas. Os membros - titulares, suplentes e colaboradores - foram empossados por Madalena Santana, prefeita em exercício da Serra. Foram eleitos 14 conselheiros, um titular e um suplente, pelas sete Câmaras temáticas, e indicados os representantes do Legislativo Municipal, da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer (SETUR) e membros colaboradores. Clério José Borges participou da mesa que presidiu os trabalhos, na qualidade de Vice Presidente do Conselho anterior e Presidente recém eleito da Academia de Letras e Artes da Serra, ALEAS. Clério José Borges de Sant Anna atuou como Conselheiro Titular da Câmara de Literatura do Conselho Municipal de Cultura da Serra, de 24/09/1997 a 20/07/2012, ou seja, 14 anos, 09 meses e vinte dias.


O novo Conselho tem duração de um biênio (2012/2014) e faz parte dos seus objetivos definir a Política Cultural do Município, acompanhar sua execução realizada pelo órgão executor e avaliar, permanentemente, os resultados. O Conselho de Cultura é regido pela lei 1937/1996 e é integrado à estrutura da Setur; é um órgão normativo, instrutivo e deliberativo para assuntos culturais. Entre outras atribuições, também avalia e seleciona os contemplados com a Lei Chico Prego.



Copyright © 2004 / 2013 - All Rights Reserved: CJBS rc="conselhodecultura00.jpg">


Copyright © 2004 / 2013 - All Rights Reserved: CJBS