CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

CORPUS CHRISTI: A FESTA DO CORPO DE CRISTO

O dia de Corpus Christi remete à celebração da primeira missa por Jesus Cristo, na última ceia. A data, instituída pelo Papa Urbano IV, por intermédio da Bula Transiturus, de 11 de agosto de 1264, sempre é comemorada na primeira quinta-feira depois do domingo da Santíssima Trindade e do Domingo de Pentecostes (festa do Espírito Santo, 50 dias após a Páscoa), quando os católicos reverenciam a instituição da Eucaristia.

O ostensório é um objeto que se usa na Liturgia para "mostrar" aos fiéis em adoração a hóstia consagrada. Saiba o que um Ostensório AQUI.

ORIGEM DA FESTA: CORPUS CHRISTI COMEÇOU EM 1264

Segundo o escritor Clério José Borges, (na foto ao lado, fazendo a Acolhida na Celebração da Festa de Corpus Christi de 2009, em Eurico Salles, Carapina, Serra, ES), no seu livro “História da Serra”, a celebração de Corpus Christi é uma festa religiosa rezada na primeira quinta feira depois do Domingo da Santíssima Trindade, quando se comemora a institucionalização da Eucaristia. A festa foi oficializada pela Igreja em 1264 e São Tomás de Aquino foi um dos seus ardorosos defensores e divulgadores. O objetivo da comemoração é resgatar a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, dias antes de ser crucificado. A festa marca a introdução da Eucaristia nas Missas. A palavra “Corpus Christi”, é de origem latina e significa “Corpo de Cristo”, que nas celebrações da Igreja Católica, está representado pela hóstia consagrada, a Eucaristia e o pão e o vinho.

Segundo noticiário do Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão, do dia 14 de Junho de 2001, a construção de tapetes coloridos e com flores para a passagem triunfal da Eucaristia é uma tradição surgida na Bélgica no século XIII. A tradição brasileira de fazer tapetes de Corpus Christi com flores, serragem e pequenos objetos como tampinhas de garrafas veio de Portugal, ainda na época em que o Brasil era colônia. A festa também é comemorada em vários outros países, sempre transbordando capricho e fé.

Bruxelas (Bélgica) - Se você estiver de passagem pela Bélgica em junho, não deixe de assistir a celebração de Corpus Christi na Grand Place (foto), no coração de Bruxelas. Antes de se espalhar pelo mundo, o país foi o pioneiro ao realizar a festa cristã na Idade Média, em Liège.

O que é Corpus Christi?

Corpus Christi é uma festa religiosa que não tem uma data fixa, ou seja, é uma festa móvel, pois acontece sempre na primeira quinta-feira depois do domingo Santíssima Trindade que acontece, por sua vez, no primeiro domingo após o de Pentecostes. O nome Corpus Christi vem da língua latim e significa Corpo de Cristo.

O que o Corpus Christi comemora?

O significado dessa data consiste na celebração da presença de Cristo na Eucaristia. A celebração, para os católicos, é marcada por orações, procissões pela cidade, além da missa que é a parte mais importante da celebração.

FESTA DE CORPUS CHRISTI 2012

No feriado de Corpus Christi 2012, há várias cidades conhecidas pelas comemorações tradicionais da data, como é o caso de Pirenópolis, no estado de Goiás e Castelo no Espírito Santo. A tradição do dia de Corpus Christi é ‘decorar’ o chão das ruas com ‘tapetes’ de serragem e flores em forma de desenhos coloridos com os símbolos do cristianismo.

No Espírito Santo, além dos belos tapetes confeccionados em Castelo, vários bairros da Grande Vitória, organizam a Festa com tapetes coloridos, seguindo os exemplos do bairro Eurico Salles, em Carapina, Serra, ES, que realizou a primeira festa com tapetes coloridos em 1993 e a última em 2009. E, da localidade de  Paraju e da cidade de  Castelo – ES, onde a festa é realizada desde 1964.

O tapete confeccionado em Castelo em 2012, (foto ao lado), teve aproximadamente 1.500 metros e foi apreciado por cerca de 60 a 70 mil pessoas. A confecção, realizada diretamente na rua, por voluntários e visitantes, começou por volta das 18h do dia seis de Junho. Ficou pronto na madrugada do dia sete. Para fazê-lo foram utilizados pó de pneu, pedras de diversos tamanhos e cores, palha de café, tampas de garrafas e objetos reciclados. Se estendeu por várias ruas no centro de Castelo, dentre elas, as principais: Avenida Ministro Araripe, Rua Carlos Lomba e Rua Antônio Machado. Mas a Grande Vitória não fica de fora da tradição, várias comunidades se mobilizam nessa produção que deixa as ruas da cidade mais belas.

Na Paróquia de São Francisco, em Jardim da Penha, Vitória, os tapetes foram confeccionados na casa de cada fiel, sobre um madeirite. Na quinta-feira, 07, as produções individuais ou em grupo foram reunidas formando o grande tapete. Para produzi-lo foram utilizadas frutas, flores, areia, pó xadrez, entre outros materiais. Foi montado na Rua Francisco Generoso da Fonseca, em frente à igreja Matriz, com temas religiosos e temas atuais, com mais de cem metros.

As produções dos tapetes da Paróquia São Pedro, em Jacaraípe, na Serra, foram divididas em 2012, em dois setores: o de Santa Luzia e de São Pedro. Dessa forma, foram montados dois tapetes, confeccionados na quarta-feira, após às 20h, nas Avenidas São Pedro (avenida da matriz) e Guarani (avenida do radar), ficando prontos até por volta das três horas da manhã da quinta-feira, tudo para que os fiéis possam passar por eles em procissão ao final da missa, realizada às 9h na igreja Santa Luzia, e às 17h na matriz de São Pedro.

Na Paróquia Santíssima Trindade a produção dos tapetes também foi dividida em dois setores, montados em duas ruas, na rua Fundão, no bairro Vila Capixaba, e na rua Paes Lemos, no Bairro Vila Bandeirantes, com, respectivamente, 60 e 40 metros. A confecção teve início na quinta- feira, 07, a partir das 7h ficando pronto por volta do meio dia. Os materiais utilizados foram folhas, flores, sementes, painéis prontos com gravuras, serragem pintada de várias cores, materiais descartáveis e reciclados. Cerca de mil pessoas estiveram no local.

Em Vila Velha, o tapete foi montado dentro do Santuário do Divino Espírito Santo. A produção teve início às 8h, no dia 7, para a missa das 19h do mesmo dia. Para confeccioná-lo foram utilizados: serragem, sal, canjiquinha, pó de serra, areia de praia tingida, entre outros produtos. Ao todo ele teve cerca de 50 metros.


A Festa de Corpus Christi realizada no bairro de Eurico Salles, Carapina, Município da Serra, ES, desde 2003. Ver


A Festa de Corpus Christi realizada no bairro Eurico Salles, Serra, ES, em 2009. Na foto Clério José Borges fazendo à acolhida das Comunidades. Ver


Festa de Corpus Christi em Eurico Salles Festa de Corpus Christi em Eurico Salles Festa de Corpus Christi em Eurico Salles




FONTE DE PESQUISAS

OBSERVAÇÃO:

Permitimos a livre reprodução do conteúdo e agradecemos a citação da fonte com a inclusão de nosso link, se possível.

Fonte de Pesquisa:

Borges, Clério José - Livro História da Serra, 1a. 2a. e 3a Edição - 1998, 2003 e 2009 - Editora Canela Verde - À Venda na Loja Biss, Avenida Central, 901, Parque Residencial Laranjeiras, Serra ES - Tel.: 27 - 33 38 39 05

Borges, Clério José - Livro Dicionário Regional de Gírias e Jargões - 2010 - Editora Canela Verde - À Venda na Loja Biss, Avenida Central, 901, Parque Residencial Laranjeiras, Serra ES - Tel.: 27 - 33 38 39 05






VOLTAR


Copyright © 2012 / 2013 - All Rights Reserved: CJBS