CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             

ATIVIDADES PROFISSIONAIS,
POLÍTICAS E COMUNITÁRIAS DE CLÉRIO JOSÉ BORGES

FUNCIONÁRIO PÚBLICO ESTADUAL

Classificado em 1º Lugar em Concurso Público para o cargo de Escrivão de Policia do Quadro Permanente do Serviço Civil do Poder Executivo do Estado do Espirito Santo, em 1975. Certificado de Habilitação nº. 01, datado de 03 de Janeiro de 1975, data de homologação da classificação. Nomeação no Estado através do Decreto Nº. 151 – P, de 04 de março de 1975. Ingressou no Serviço Público Estadual a 28 de maio de 1975. Na foto Estagiária Sara e Clério. Na foto da direita, Clério e o Investigador Cláudio Rogério Souza.

MEDALHA DO MÉRITO POLICIAL – Medalha por 10 anos de Serviço Policiais, prestados à Comunidade, como Escrivão da Polícia, com Ficha Profissional sem nenhuma punição, processo ou sindicância. Em 1991. Ao receber a medalha já estava com 16 anos de Serviço como Escrivão de Polícia do Estado do Espirito Santo. Clério recebeu ainda mais duas medalhas. A Medalha pelos 20 anos e uma terceira Medalha pelos 30 anos de Serviços prestados a Polícia Civil do Espírito Santo. Medalhas de BRONZE, PRATA e a MEDALHA DE OURO.

CHEFE DE APOIO ADMINISTRATIVO DO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA JURIDICIÁRIA DA SERRA – ES. O DPJ da Serra administra as Delegacias de Polícia do Município da Serra, na Grande Vitória – ES. Foi designado chefe em ato do Delegado Chefe de Polícia Civil, publicado no Diário Oficial do Estado do Espirito Santo em Agosto de 1992, permanecendo no cargo de 15 de Janeiro de 1996, quando com a mudança de Chefia no referido DPJ resolveu pedir exoneração do cargo. Em 15 de Julho de 1996, foi convidado, tendo reassumido o cargo. No dia 20 de março de 1999, foi convidado para Assumir o cargo de Chefe de Cartório da Delegacia de Polícia de São Mateus, no Norte do Estado, tendo assumido o cargo no mesmo dia e permanecido até 1º de Setembro de 1999, quando foi transferido a pedido, para Linhares e depois para a Grande Vitória, sendo lotado na Delegacia de Polícia de Itacibá e depois na Delegacia de Polícia de Jacaraípe onde permaneceu por cerca de 09 (Nove) anos, até se aposentar por mais de 35 anos de efetivo trabalho na Polícia e por 37 anos, 02 meses e 19 dias de Tempo de contrinuição.

Clério José Borges aposentou-se como Escrivão de Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, pela Portaria N.º 081, de 18 de Janeiro de 2011, publicada na página 05 do Diário Oficial do Estado do Espírito Santo do dia 20 de Janeiro de 2011, onde consta, "aposentadoria por tempo de contribuição, a partir de 17 de Setembro de 2010, (...), computados 37 anos, 02 meses e 19 dias de Tempo de contribuição. (...) Processo 01901621".

ATIVIDADE POLÍTICA:

1 - SUPLENTE DE VEREADOR em Vila Velha - ES, diplomado pelo Juiz Eleitoral, Dr. Jairo de Mattos Pereira, já falecido. Disputou as eleições pelo MDB - Movimento Democrático Brasileiro, de Vila Velha - ES, em 1972, candidato lançado pelo Político local José Teixeira Guimarães, o Teixeirinha, com apoio do então Prefeito Max Freitas Mauro, mais tarde eleito Governador do Estado do Espírito Santo. Obteve 327 votos com o apoio de Estudantes de Vila Velha. O Vereador que se elegeu em último lugar teve 360 votos.

2 - Militou posteriormente no PDT de Vila Velha, saindo novamente Candidato, em Vila Velha - ES, sendo o segundo mais votado do Partido que não conseguiu eleger Vereador, prejudicado pela Lei Eleitoral que estabelecia as Eleições Vinculadas de 1982. Lançou durante a Campanha Política, no Bairro Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha, o Jornal Mimeografado do Bairro. Cinco números foram publicados. Edição de 1.000 exemplares distribuídos pelas residências do bairro gratuitamente. O nº 3 é datado de Junho de 1982, trazendo várias reportagens, destacando-se a reportagem sobre a Festa do Dia das Mães, realizada no Centro Comunitário e ca Convocação de Desempregados para a reunião do Movimento Popular em Defesa dos Desmpregados.

3 - Ingressou no Partido da Mobilização Nacional da Serra, assumindo a Secretaria Geral a convite do Presidente Carlos Dorsch, Militou no PMN de 1992 a 1995.

4 - A Convite da Vereadora Márcia Lamas, hoje Vice-Prefeita da cidade da Serra, no ES, e de Humberto Aires de Moura e Silva. Ingressou em 1995, no Partido Socialista Brasileiro, PSB, da Serra.

5- A Convite do Deputado estadual Gilson Gomes ingressou em Setembro de 1999, no PPS.

POLÍTICA COMUNITÁRIA:

DIRETOR DE JORNALISMO, da Associação de Moradores do Bairro Eurico Salles, onde passou a residir desde 1979. Na administração do Presidente Jorge Wilson Pereira. De 1987 a 1989, por dois Mandatos. Implantou o Jornal do Bairro Euricos Salles, publicação comunitária feita em cópia xerox e distribuída nas quase 500 casas do Bairro.

VICE-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO EURICO SALLES, em 1991 a 1993. Exerceu o cargo na Administração do Presidente Jorge Wilson Pereira, tendo como Presidente do Conselho Fiscal, Delson Pereira Aguiar.

Como Vice-Presidente implantou a FEIRA COMUNITÁRIA DE EURICO SALLES, com Shows, Declamações de Poesias e Trovas e Barraquinhas de Comidas Típicas e Artesanato. A Feira funcionou no bairro aos Domingos, de 8 de Dezembro de 1991 a Agosto de 1992. Clério Borges, por falta de tempo, afastou-se em Abril de 1992 da Organização da referida Feira, já que era além de responsável, Locutor e Animador dos Shows.

Ainda com Vice-Presidente da Comunidade onde reside, realizou a FESTA DO 13º ANIVERSÁRIO DO BAIRRO EURICO SALLES, de 12 a 15 de março de 1992, com a apresentaçào da Banda de Música ''Estrela dos Artistas'', da Serra, Shows Musicais e encerramento Solene com a presença no Bairro e no Palanque, do então Governador do Estado do Espírito Santo, Dr. Albuíno Cunha de Azeredo.

CLÉRIO JOSÉ BORGES NASCEU NO BAIRRO DE ARIBIRI, NO MUNICÍPIO DE VILA VELHA. FILHO DO ESTIVADOR MANOEL CÂNDIDO DE SANT'ANNA E DA COSTUREIRA LYRA BORGES DE SANT'ANNA. CEDO PERDEU O PAI, SENDO CRIADO EM SUA INFÂNCIA PELA MÃE VIÚVA.
UMA INFÂNCIA DE SACRIFÍCIOS. COM CINCO ANOS, ACOMPANHANDO SUA MÃE, TRANSFERE-SE PARA O RIO DE JANEIRO, ONDE A MÃE PASSA A COSTURAR EM CASA DE FAMÍLIA.
OS PRIMEIROS ESTUDOS FORAM NO RIO DE JANEIRO, NUM JARDIM DE INFÂNCIA NUM BAIRRO QUE CLÉRIO AINDA NÃO CONSEGUIU IDENTIFICAR. ERA UM BAIRRO, SEGUNDO CLÉRIO, ONDE HAVIA UMA PRAÇA MUITO GRANDE ONDE AS CRIANÇAS AOS DOMINGOS ANDAVAM A CAVALO, PAGANDO POR CADA MEIA HORA DE PASSEIO. RECORDA-SE QUE NO RIO, CHEGOU A MORAR, EM CASA DE PARENTES EM NITERÓI. A MÃE SAIA DE NITERÓI DE MANHÃ BEM CEDO E IA PARA O RIO TRABALHAR COMO COSTUREIRA, RETORNANDO JÁ DE NOITE E, CLÉRIO FICAVA NA CASA DOS PARENTES BRINCANDO O DIA TODO.
EM 1957 VOLTAM PARA ARIBIRI, VILA VELHA, ESPÍRITO SANTO. A MÃE, LYRA BORGES, PASSA A TRABALHAR COMO COSTUREIRA DIARISTA EM CASA DA FAMÍLIA CARLOS LINDEMBERG, QUE FOI GOVERNADOR E SENADOR DA REPÚBLICA. ATRAVÉS DO SENADOR LINDEMBERG OBTEM BOLSA DE ESTUDOS E CLÉRIO PASSA A ESTUDAR NO COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PENHA, DOS IRMÃOS MARISTAS, CONSIDERADO UM DOS MELHORES COLÉGIOS DE SUA ÉPOCA.
CLÉRIO LEMBRA QUE SAIA DE ARIBIRI E IA ESTUDAR EM VILA VELHA DE BONDE ELÉTRICO, NUMA DESTAS OCASIÕES RECORDA-SE QUE ESTAVA DENTRO DO BONDE, INDO PARA O COLÉGIO, QUANDO A SELEÇÃO DE FUTEBOL DO BRASIL FEZ UM GOL CONTRA O PAÍS DE GALES, NA COPA DE FUTEBOL DE 1958. O BONDE PASSAVA NUMA CURVA PRÓXIMO A FÁBRICA DE CHOCOLATES "GAROTO" E O AUTOR DO GOL ERA UM GAROTO CHAMADO "PELÉ", QUE DEPOIS RECEBERIA O TÍTULO DE "REI DO FUTEBOL" E "ATLETA DO SÉCULO".
NO COLÉGIO MARISTAS DE VILA VELHA, CLÉRIO JOSÉ BORGES ESTUDOU OS CURSOS DE 1º E 2º GRAUS.
MATRICULA-SE POSTERIORMENTE NO COLÉGIO COMERCIAL DO ESPÍRITO SANTO, QUE FUNCIONAVA NO GRUPO ESCOLAR "VASCO COUTINHO", DE VILA VELHA,ONDE CONCLUI O CURSO DE 2º GRAU DE TÉCNICO EM CONTABILIDADE.
NO COLÉGIO MARISTA FOI REDATOR DO JORNAL "O PIONEIRO", ÓRGÃO OFICIAL DO GRÊMIO ESTUDANTIL.

EM 1967, FUNDOU EM VILA VELHA O "JORNAL DE VILA VELHA" QUE PUBLICOU CERCA DE SEIS EDIÇÕES DE MIL EXEMPLARES CADA. O JORNAL CIRCULAVA NA CIDADE DE VILA VELHA. EM 1969 INGRESSOU NO JORNAL A TRIBUNA COMO ESTAGIÁRIO, NA FUNÇÃO DE FOCA, PASSANDO EM SEGUIDA A REPÓRTER, REDATOR E CHEFE DE REPORTAGENS. FOI CORRESPONDENTE DA REVISTA DE NOTÍCIAS DA TELEVISÃO, INTERVALO, TENDO PUBLICADO ENTRE OUTRAS, UMA SÉRIE DE REPORTAGENS SOBRE O CASO DO CANTOR TONY TORNADO QUE SE ATIROU DO PALCO EM CIMA DA PLATÉIA, CAUSANDO LESÕES NUMA JOVEM QUE ASSISTIA AO SHOW. POSTERIORMENTE TRABALHOU NO JORNAL "O DIÁRIO", COMO REDATOR E CHEFE DE REPORTAGEM. EM 1975 FÊZ CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ESCRIVÃO DE POLÍCIA, CLASSIFICANDO-SE EM PRIMEIRO LUGAR, INGRESSANDO NO SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO NO DIA 28 DE MAIO DE 1975. NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO FEZ OS CURSOS DE DIREITO E PEDAGOGIA, SEM CONCLUÍ-LOS.
NA POLÍCIA CIVIL DO ESPÍRITO SANTO, CLÉRIO RECEBEU A MEDALHA DE MÉRITOS DO SERVIÇO POLICIAL E FOI DURANTE MAIS DE SEIS ANOS É CHEFE DA SEÇÃO DE APOIO ADMINISTRATIVO DO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA JUDICIÁRIA DA SERRA.

CASOU-SE A 17 DE FEVEREIRO DE 1979 COM A COMERCIÁRIA ZENAIDE EMÍLIA THOMES BORGES, TENDO DESTA UNIÃO NASCIDO OS FILHOS CLÉRIGTHOM THOMES BORGES, NASCIDO EM 1979, PROFESSOR DE INFORMÁTICA, E CLEBERSON JOSÉ THOMES BORGES, WEBMASTER, NASCIDO EM 1981.

EM TODA A SUA VIDA CLÉRIO RESIDIU EM ARIBIRI, VILA VELHA CENTRO, NO BAIRRO DA GLÓRIA E, EM 1979, DIAS APÓS SEUS CASAMENTO MUDOU-SE PARA O BAIRRO EURICO SALLES, NO MUNICÍPIO DA SERRA, LOGO APÓS A INAUGURAÇÃO DO REFERIDO BAIRRO SENDO UM DE SEUS PRIMEIROS MORADORES. EM EURICO SALLES, CLÉRIO TEVE CARGOS DE DESTAQUE NA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES SENDO DIRETOR DE JORNALISMO E VICE-PRESIDENTE. EM 26 DE DEZEMBRO DE 1994 RECEBEU O TÍTULO HONORÍFICO DE CIDADÃO SERRANO, OUTORGADO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DA SERRA, POR PROPOSIÇÃO DA ENTÃO VERADORA, PROFESSORA MÁRCIA LAMAS.

EM AGOSTO DE 1993, CLÉRIO ELABORA UMA CARTA CONVOCATÓRIA DO CLUBE DOS TROVADORES CAPIXABAS E REMETE-A PARA POETAS E ESCRITORES CONHECIDOS, MARCANDO UMA REUNIÃO DE FUNDAÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DA SERRA. A REUNIÃO FOI REALIZADA NA CÂMARA MUNICIPAL DA SERRA TENDO AO FINAL SIDO FUNDADA A ACADEMIA COM CLÉRIO COMO PRESIDENTE EXECUTIVO E NALY DA ENCARNAÇÃO MIRANDA COMO PRESIDENTE DE HONRA E ORADOR. A DATA DE FUNDAÇÃO DA ACADEMIA É DE 29 DE AGOSTO DE 1993. CLÉRIO TAMBÉM FUNDOU A 1 DE JULHO DE 1980 O CLUBE DOS TROVADORES CAPIXABAS, CTC, ENTIDADE QUE PRESIDE ATÉ HOJE. EM 1998 E 1999 ATUOU NO CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DA SERRA, CHEGANDO AO CARGO DE VICE-PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DA SERRA, PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ENTIDADES TROVISTAS, FEBET, COM SEDE NO RIO DE JANEIRO E ACADÊMICO DE VÁRIAS ACADEMIAS, ENTRE AS QUAIS A ACADEMIA DE LETRAS "HUMBERTO DE CAMPOS", DE VILA VELHA E ACADEMIA BRASILEIRA DA TROVA, DO RIO DE JANEIRO. PERTENCE A CÂMARA DE LITERATURA DO CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA, ONDE POR QUATRO ANOS FOI CONSELHEIRO TITULAR CHEGANDO A OCUPAR OS CARGOS DE SECRETÁRIO GERAL E VICE-PRESIDENTE. PUBLICOU VÁRIOS LIVROS, ENTRE OS QUAIS "ALVOR POÉTICO", LANÇADO NO DIA 21 DE MAIO DE 1996 E "HISTÓRIA DA SERRA", LANÇADO EM 22 DE MAIO DE 1998.

EM JANEIRO DE 1999, O LIVRO "HISTÓRIA DA SERRA", MERECEU O PRÊMIO DE MELHOR LIVRO DE PROSA NO GÊNERO HISTÓRICO, EM ELEIÇÃO REALIZADA COM ESCRITORES DE TODO O PAÍS PELA SOCIEDADE DE CULTURA LATINA DO BRASIL, CUJA SEDE NACIONAL É EM MOGI DAS CRUZES, NO ESTADO DE SÃO PAULO.

NO DIA 23 DE MARÇO DE 2000, TOMA POSSE COMO MEMBRO COLABORADOR DA CÂMARA DE LITERATURA DO CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA.
NO DIA 04 DE JULHO DE 2000, TOMA POSSE COMO CONSELHEIRO TITULAR DA CÂMARA DE LITERATURA DO CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DA SERRA, NO GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL, DR. SÉRGIO VIDIGAL.

ELEIÇÕES 2000

Em Julho de 2000, sessenta dias antes das eleições, a convite de amigos, resolve se candidatar a Vereador na Cidade da Serra - ES, onde reside desde 1979. A Campanha é intensa já que implica em gastos intensos. Com a ajuda dos amigos: José Carlos Correia do Rosário; Merivaldo da Data Control; Nivaldo Tessarollo; Edmilson Cândido do Rosário; os Familiares Zenaide, Clérigthom e Cleberson, consegue 113 Votos e considera-se vitorioso pois possui 113 amigos. Obrigado a todos.


VOLTAR
PARA A PÁGINA INICIAL
DO CURRICULUM E ACESSE
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE
A VIDA DE CLÉRIO BORGES


Copyright © 2012 - All Rights Reserved: CJBS